terça-feira, 27 de maio de 2008

Os papagaios e as Prostitutas


Desesperada, uma senhora procura um padre.
- Padre, eu estou com um problema! Eu tenho duas papagaias, mas elas só sabem falar uma coisa!
- O que elas falam? - Perguntou o padre.
- Olá, nós somos prostitutas! Vocês querem se divertir? - disse a senhora.
- Isto é terrível! - Respondeu o padre. - Mas eu tenho uma solução para o seu problema. Leve suas papagaias para minha casa e eu as colocarei junto com meus dois papagaios, os quais ensinei a rezar. No dia seguinte, a mulher levou suas papagaias para a casa do padre. Assim que foram colocadas na gaiola elas disseram:
- Olá, Somos prostitutas! Vocês querem se divertir?Ao ouvir isso, um papagaio olhou para o outro e disse:
- Jogue o terço fora! Nossas preces foram atendidas!

Perdidos no deserto...


Três homens estavam perdidos no deserto. De repente, eles avistaram um convento ao longe, logo, saíram correndo para lá.Ao chegarem lá, eles viram uma freira e um deles falou:
- Senhora, nós estamos a uma semana perdidos nesse deserto! Por favor, podemos ficar no seu convento?
- Podem! Mas, com uma condição, essa é uma casa de deus e, para que não hajam tentações, nós teremos que castrá-los!!!Aí os três se olharam e um deles falou:
- Bom, agente vai morrer mesmo!
E aceitaram. Quando chegaram na salinha de espera foi a vez do primeiro. Aí apareceu um barulho de machadada e um grito. No segundo, apareceu um barulho de serra elétrica e um grito. O terceiro chegou com um medo enorme e perguntou:
- Por que vocês cortam sem anestesia e com coisas diferentes?
- Bom, é que aqui nós temos um ritual, nós cortamos de acordo com a profissão!! O primeiro era lenhador, então, nós cortamos com um machado!! O segundo era serralheiro, então nós cortamos com uma serra elétrica!!Aí o cara começou a se rachar de dar risada, vendo isso, a freira perguntou:
- Por que você está rindo?
- É porque eu sou sorveteiro, vocês vão ter que chupar até acabar!

A freirinha no ônibus...


Um certo cara, de cabelo comprido, está no ônibus, sentado, quando entra no coletivo uma freirinha excepcionalmente gostosa. Ela escolhe sentar justamente do lado do sujeito.Depois de passar toda a viagem olhando a freira de cima a baixo, o homem não se controla e, com toda a cara-de-pau do mundo, convida a religiosa para uma noite de sexo.Assustada, a freirinha recusa veementemente o convite e desce no ponto seguinte.
O cobrador, que ouviu todo o diálogo, chama o cabeludo e diz:— Eu sei como você pode transar com essa freira!
O passageiro, curioso, pergunta qual é a receita.
E o cobrador responde:— Toda quarta-feira à noite, ela vai ao cemitério rezar. Aproveite que você tem esse cabelo comprido, vista uma túnica e cubra um pouco o rosto. Vá até lá e diga que é Jesus Cristo. E, claro, ordene que ela transe com você.
No dia e hora marcados, lá estava o cabeludo no cemitério esperando a freira.
Assim que ela chega, ele salta de trás de um túmulo e diz:— Eu sou Jesus! Todas as suas preces serão atendidas, mas com uma condição: você terá que transar comigo!
A freira concorda, porém pede que eles façam sexo anal, pois ela deve manter o voto de castidade.O falso Jesus concorda e eles passam mais de duas hora transando sobre a lápide.Assim que termina, o cabeludo não resiste a sacanear, ainda mais, a freira.
Tira a túnica do rosto e grita:— Há, há, há! Eu sou o cara do ônibus!
A freira tira o véu e diz:— Há, há, há! E eu sou o cobrador!!!

Loira no sítio


Uma loira chega de viagem á cidade, para passar as férias na casa de sua tia.Chegando lá ela queria sair dar umas voltas, quando foi procurar suas calcinhas levou um susto por que não tinha trazido calcinhas.
Então foi a sua mãe e perguntou:
- A mãe, não da pra você emprestar uma calcinha pra mim!!
A mãe diz:- Não, as minhas são muito grande e iriam ficar caindo.
A filha diz;- Então faça uma!!!
A mãe foi pegou um saco de estopa e fez uma calcinha, a filha foi e colocou a calcinha e saiu passear de repente bateu um vento forte e como ela tava de vestido levantou o vestido e mostrou a calcinha. E nisso passou um homem e começou a dar risada ela disse:
- O que foi nunca viu uma calcinha?
- Calcinha eu já vi, mais escrito ração de primeira para pinto nunca vi!!!!

Casamento ou Aniversário?


Uma mulher ia se casar, mas seu noivo não sabia que ela não era mais virgem. Então, para não decepcioná-lo na lua de mel, resolve perguntar para uma amiga, o que deveria fazer. E a amiga lhe dá uma sugestão:

- Antes de transar, você vai ao banheiro, com a desculpa de que vai se arrumar para ele, e nessa hora você coloca uma pequena bexiga (balão) no local do hímen.

Aceitando a sugestão, na lua de mel, na hora H, ela foi ao banheiro e fez o planejado. Voltou ao quarto e, lépida, se entregou ao marido. Rolou aquele aquecimento básico e o cara, já bem animado, partiu para cima. No momento do bem-bom ouve-se um pequeno estouro. Ele se assusta, interrompe o ato, olha para o pênis e fica parado de boca aberta. Ela mais do que depressa pergunta:- O que houve meu amor? Nunca viu um hímen??O marido responde:

- Sim, mas em nenhum estava escrito FELIZ ANIVERSÁRIO!!!!

Tito o Galo Insaciável...


Era uma vez um fazendeiro que tinha um galinheiro com 180 galinhas e estava procurando um bom galo para produzir ovos. Um belo dia, o fazendeiro vai ate o povoado, entra na agropecuaria e diz para o vendedor:

_ Boa tarde! Procuro um bom galo capaz de cobrir todas minhas galinhas.O vendedor responde:

_ Quantas galinhas tem?

_ No total, 180, diz o fazendeiro.

Entao o vendedor puxa uma gaiola com um galo enorme, musculoso, com a crista de pe, olhos azuis e uma tatuagem no peito dos Rolling Stones, e diz para o fazendeiro:

_ Leva esse aqui, o Alberto, ele não falha.O fazendeiro leva o galo e, no dia seguinte, pela manha, solta o galo no galinheiro. O galo sai correndo, pega a primeira galinha, e da dois sem tirar, pega a segunda, da o primeiro, e quando estava no segundo…cai frito. O fazendeiro olha e diz:

_ O que me vendeu este vendedor filho da puta? Este galo puto comeu duas galinhas e capotou.

Entao, pegou o galo pelo pescoco e levou-o ate o vendedor e contou para ele o que aconteceu. O vendedor se desculpou e puxou outro galo.Este era preto, de crista amarela, olhos cinzas e tenis da Nike. E diz para o fazendeiro:

_ Esse aqui e o Fernando. Da uma olhada no trabalho dele depois me conta.

O fazendeiro volta para a fazenda com o galo e repete a manobra:solta o bicho no galinheiro, o galo sai alucinado, come a primeira galinha de pe, pega a segunda e traca, na terceira ele faz o 69 e quando esta bombeando a quarta, cai morto no meio do galinheiro. O fazendeiro, emputecido, pega o galo pelas patas, se manda para o povo, entra porta adentro na agropecuaria e diz para o vendedor:

_ Escuta aqui o filho de uma puta, e o segundo galo que tu me vende e que não presta para nada. E melhor você me vender um galo decente ou vou tocar fogo nesta merda, sacou cara!!!

Entao o vendedor puxa um galo de merda, pelado sem crista nem penas, com olheiras, corcunda, com tenis Bamba de lona e uma camisa azul claro com os dizeres "Maracana 1950″ e diz ao fazendeiro:

_ Olha, e so o que me resta. O nome dele e Tito e chegou por coincidencia num barco que vinha do Uruguay. O fazendeiro, puto da cara, leva o galo pensando:

_ Que caralho vou fazer com este galo castelhano e fudido…

Chegando na fazenda solta o Tito no galinheiro, o galo joga a camisa para um lado e sai enlouquecido comendo as 180 galinhas de um saque.Da uma respirada e come as 180 de novo. Sai correndo e enraba o pastor alemao, ai o fazendeiro pega ele, da dois sopapos para acalma-lo e tranca ele na gaiola.

_ Porra, um fenomeno este galo!!! Pensa o fazendeiro.

E as galinhas todas enlouquecidas com o Tito, que o Tito isto…, que o Tito aquilo…, e com você o que que ele fez…,e comigo ele fez tal coisa…. loucura total, todas as galinhas querendo ir de muda pra Montevideo. No dia seguinte solta o bicho de novo, o Tito sai levantando poeira, da duas voltas no galinheiro faturando tudo que e buraco com penas que encontra pelo caminho, sai correndo e come o cachorro, o porco e duas vacas. O fazendeiro corre atras, pega ele pelo pescoco, da umas chacoalhadas para acalma-lo e joga ele na gaiola.

_ Que galo filho da puta! Vai me cobrir a fazenda inteira!!!, diz o fazendeiro.No dia seguinte, vai buscar o galo e encontra a jaula toda arrebentada. ..

_ O Tito fugiu!!!

Sai correndo para o galinheiro e encontra todas as galinhas de rabo pra cima fumando e assuviando, la fora o porco com o cu pro sol, as duas vacas deitadas no chao com a perereca vermelha falando no Tito, o cachorro com a bunda arruinada,.. . e pensa:

_ Ele vai comer o gado do vizinho, vao me matar!!!

Entao pega o cavalo e sai procurando o Tito sem descanso, seguindo a pista deixada por ele (cabras suspirando, bodes passando Hipoglos na bunda, uma tartaruga que perdeu o casco no tranco, um touro provando lingerie, tres capivaras mancando, um ponei sentado no gelo, um bambi curado de hemorroidas. ..) ate que, de repente, a distancia, ve o Tito caido no chao.Uma cena desgarradora! !! E os abutres voando em circulos, se babando de fome. Quando viu os abutres sobrevoando, o fazendeiro entendeu a situacao.

_ Naaaooooo, Titooooo…. Morreuuu o Titooo!!!!.

Uma vez que encontro um galo de verdade…E no meio do lamento, cuidadosamente o Tito abre um olho, olha o fazendeiro e, assinalando os abutres, pisca e diz:

_ Shhhhhhhhh! Acalma-te hombre, que ellas estan quase desciendo…

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Assaltantes Brasileiros


Assaltante Baiano: Ô meu rei... (descanso)Isso é um assalto... ( mais descanso )Levanta os braços, mas não se avexe não..( outro descanso )Se num quiser nem precisa levantar, pra num ficar cansado...Vai passando a grana, beeem devagarzinho...Num repara se o berro está sem bala, mas é pra não ficar muito pesado.Não esquenta, meu irmãozinho, (descanso)Vou larga seus documentos lá na encruzilhada .
Assaltante Mineiro: Ô sô, prestençãoissé um assarto, uai.Levantus braço e fica ketin quié mió procê.Esse trem na minha mão tá chein de bala...Mió passá logo os trocados que eu num tô bão hoje.Vai andando, uai ! Tá esperando o quê, sô?!
Assaltante Paulista: Orra, meu ...Isso é um assalto, mano.Alevanta os braços, meu .Passa a grana logo, meu .Mais rápido, mais rápido, meu, que eu ainda preciso pegar a bilheteria aberta pra comprar o ingresso do jogo, meu.Pô, se manda, meu.
Assaltante Carioca: Aí, perdeu, mermãoSeguiiiinnte, bichoTu te fu. Isso é um assalto .Passa a grana e levanta os braçoss rapá .Não fica de caô que eu te passo o cerol....Vai andando e se olhar pra trásss vira presunto
Assaltante Gaúcho: Ô vivente, ficas tri atentoBáh, estas vendo que é um assaltoGuri, levante os braços e te aquiete, tchê !Não tentes nada e cuidado que esse facão corta uma barbaridade, tchê.Passa as pilas prá cá ! E te manda a la cria, senão o quarenta e quatro fala.e agora os mais perigosos de todos:
Assaltantes de Brasília: Querido povo brasileiro, estou aqui no horário nobre da TV para dizer que no final do mês, aumentaremos as seguintes tarifas: Energia, Água, Esgoto, Gás, Passagem de ônibus, Lincenciamento de veículos, Seguro Obrigatório, Gasolina, Álcool, IPTU, IPVA, IPI, ICMS, PIS, COFINS, ... e Imposto de Renda...

Mineirin...


O mineiro (mineirin) foi se consultar com um urologista, que é o médico que trata da impotência sexual. Entrou e meio sem jeito foi falando:-Óia Doutor, o negócio não sobe mais. Já tomei chá de tudo quanto é planta, mas não sobe mais “memo”.-Não se preocupe, meu amigo. Vou te passar um medicamento que vai deixar você novo em folha. São 50 comprimidos, um por dia.-Mas doutor, eu sou um homem simples da roça. Só sei contar até dez nos dedos e mais nada...vou me atrapalhar com esses números. -Então você vai numa papelaria, compra um caderno de 50 folhas.Cada vez que tomar um comprimido você arranca uma folha do caderno. Quando o caderno acabar você já vai estar curado. A receita está aqui.-Brigado doutor. Vou agora mesmo comprar o tal caderno.E logo que saiu do prédio avistou de fato uma papelaria ali perto. Entrou, a moça veio atender.-Eu precisava de um caderno de cinqüenta fôia.-É brochura?-Eita Médico fidumap#ta! Já andou espaiando meu pobrema por aí....

Djalmão


Numa favela, dia de sol, calor infernal. Três homens entram num barraco pequeno, quente e úmido, arrastando um rapaz magrinho e franzino pelos braços.Lá dentro, o Djalmão, um negão enorme, muito suado, fedendo, cara de enjoado, palito no canto da boca, limpando as unhas com um facão de cortar coco.Um dos homens diz:- Djalmão, o chefe mandou você comer o cú desse cara aí...Disse que é para ele aprender a não se meter a valente com o pessoal da favela.A vítima grita de desespero e implora por perdão. Mas o Djalma apenas rosna, ignorando os lamentos do homem:- Pode deixar ele aí no cantinho que eu cuido dele daqui a pouco.Quando o pessoal sai o rapaz diz:- Sr. Djalmão por favor, não faz isso comigo não, me deixa ir embora, eu não digo pra ninguém que o senhor me deixou ir sem punição...Djalmão diz:- Cala a boca e fica quieto aí!Cinco minutos depois, chegam mais dois homens arrastando um outro:- O chefe mandou você cortar as duas mãos e furar os olhos desse elemento. É para ele aprender a não tocar no dinheiro do chefe.Djalmão com voz grave:- Deixa ele aí no cantinho que eu já resolvo.Pouco depois chegam os mesmos homens, arrastando outro pobre coitado:-Djalmão, o chefe disse que é pra cortar o bilau desse cara aqui, pra ele aprender a nunca mais se meter com a mulher do chefe. Ah! e ele falou ainda que é pra você cortar a língua e todos os dedos dele para não haver mais a possibilidade de ele bolinar nenhuma mulher da favela!Djalmão com voz mais grave ainda:- Já resolvo isso. Bota ele ali no cantinho junto com os outros.O primeiro rapaz entregue aos cuidados do Djalmão diz em voz baixa:-Seu Djalma, com todo respeito, só pro senhor não se confundir:-O do cú sou eu, tá?

Loira esperta...


Meses atrás, uma loira estava viajando aos Estados Unidos. No avião, um homem senta ao seu lado e, começa a puxar assunto. Vendo que era loira ele resolve tirar vantagem da situação:-Vamos fazer um jogo de perguntas? Eu te pergunto e se você errar, você me dá 5 reais, se você acertar eu te dou 500 reais e, depois você me pergunta... se eu acertar você me dá 5 reais e se eu errar, eu te dou 500 reais.-Ok! - disse a loira.-Minha pergunta - disse o homem - O que é a gravitação?Sem dizer uma palavra, a loira tira da carteira e entrega 5 reais ao sujeito.-Minha vez -disse a loira- O que que sobe uma montanha com três pernas e desce com cinco?O rapaz pensou, pensou, pensou e deu os 500 reais para a loira.- Mas espere aí - disse o rapaz à loira - O que que sobe uma montanha com três pernas e desce com cinco?E, novamente sem dizer uma palavra, a loira tirou 5 reais da carteira e deu ao rapaz.

sexta-feira, 23 de maio de 2008

A Montanha



Um famoso repórter de televisão estava em Usbequistão, no meio de uma grande reportagem que falava sobre os costumes do local. De repente ele se deparou com um velhinho e logo começou a entrevistá-lo:

- O senhor poderia me contar um fato de sua vida que jamais tenha se esquecido?

O velho homem sorri e começa a contar a história:

- Um dia, há muito tempo atrás, minha cabra se perdeu na montanha. Como manda a nossa tradição, todos os homens da cidade se reuniram para beber e sair à procura da cabra. Quando finalmente a encontramos, já de madrugada, bebemos mais uma dose e, como de costume, todos transaram com a cabra, um por um. Foi uma cena inesquecível...

O jornalista se assusta com a história e diz, todo sem jeito:

- Meu senhor; sinto em lhe dizer que a emissora dificilmente levará ao ar essa declaração, então eu sugiro que o senhor conte uma outra história... Quem sabe se o senhor nos contasse uma história bem feliz...

O velho sorriu e disse:

- Ok! Também já vivi uma história muito feliz aqui...

Então o repórter sorri aliviado e o velho homem começa a contar a história:

- Um dia, a mulher do meu vizinho se perdeu na montanha. Como manda a nossa tradição, todos os homens da cidade se reuniram para beber e sair à procura da mulher. Quando finalmente a encontramos, bebemos mais uma dose e, como de costume, todos os homens da cidade transaram com a boazuda. Foi a maior diversão da minha vida!

O jornalista ficou decepcionado, mas não desistiu e sugeriu ao velho homem:

- Ok! vamos tentar mais uma vez: Será que o senhor não poderia nos contar uma história muito, muito triste?

Então o velho homem baixou a cabeça, suspirou profundamente e, com os olhos cheios de lágrimas, começou:

- Um dia, eu me perdi na montanha...

Coisas de Psicólogo



Um sujeito está em uma entrevista para emprego.
O psicólogo dirige-se ao candidato e diz:
- Vou lhe aplicar o teste final para sua admissão.
- Perfeito, diz o candidato.
Aí o psicólogo pergunta:
- Você está em uma estrada escura e vê ao longe dois faróis emparelhados vindo em sua direção. O que você acha que é?
- Um carro, diz o candidato.
- Um carro é muito vago. Que tipo de carro? Uma BMW, um Audi, um Volkswagen?
- Não dá pra saber né?
- Hum..., diz o psicólogo, que continua: Vou te fazer uma outra pergunta:
- Você está na mesma estrada escura e vê, só um farol vindo em sua direção, o que é?
- Uma moto, diz o candidato.
- Sim mas que tipo de moto? Uma Yamaha, uma Honda, uma Suzuki ?
- Sei lá, numa estrada escura, não dá pra saber (já meio nervoso).
- Um..., diz o psicólogo. Aqui vai a última pergunta:
- Na mesma estrada escura você vê de novo só um farol, menor que o anterior. Você percebe que vem bem mais lento. O que é?
- Uma bicicleta.
- Sim mas que tipo de bicicleta, uma Caloi, uma Monark?
- Não sei.
- Você foi reprovado!!, diz o psicólogo.

Aí o candidato dirige-se ao psicólogo e fala:
- Interessante esse teste. Posso fazer uma pergunta ao senhor também?
- Claro que pode. Pergunte.
- O senhor está tarde da noite numa rua iluminada. Vê uma moça com maquiagem carregada, vestidinho vermelho bem curto, girando uma bolsinha, o que é?
- Ah! - diz o psicólogo - é uma prostituta.
- Sim, mas quem? Sua irmã? Sua mulher? Ou a puta que lhe pariu?

Quase Freira




Agnaldo estava muito preocupado...e dizia a sua mulher Angelita: tenho que dar um jeito de encontrar um bom partido para nossa filha Giovana, senão ela vai ficar mal falada! Angelita porém teve uma idéia:"Poderíamos mandá-la para um convento,pois sabes meu marido que nossa filha não eh tão bem dotada de beleza,e arrumar um bom partido seria deficílimo,casaremos a com Deus". Ao ouvir a notícia dos pais,Giovana correu para seu quarto e começou a pensar em alguma solução...então, vestiu seu melhor vestido, apertou bem o espartilho e maquiou-se(maquiagem é tudo), sabendo de uma festa que teria com os estudantes de direito à noitinha, se praparou para ir pra la...pediu ajuda a empregada e conseguiu sair despercebida...na rua encontrou suas amigas Isabella e Gilnara, e contou-lhes a notícia, elas imediatamente pensaram numa solução: "- Temos que lhe arrumar alguem ainda Hoje", e indicaram Genaro, que nesse instante se dirigia á festa...foram todas para lá, e logo na entrada Genaro viu as Garotas e tirou seu chapéu para Giovana, que em seguida entrou na festa e começou a dançar valsa com um amigo, enquanto isso olhava fixamente nos olhos de Genaro, até que num certo momento da noite Genaro foi tirá-la para dançar...Giovana logo aceitou e dançaram muito, sem dizerem uma só palavra...ao final ela estava cansada, suas pernas doiam, e não aguantando aquilo fingiu que ia desmaiar...ele pegou-a em seus braços e levou para sentar-se... então Giovana olhou fixamente nos Olhos de Genaro e disse: "Genaro...desculpe-me...mas, quanto cavalheirismo...obrigada....e desculpem novamente...acho melhor eu ir embora..."ele ofereceu-se para levá-la até em casa e Giovana disse a ele que tinha saido de casa escondida pois seus pais a mandariam para um convento, pois não arrumara pretendente.No dia seguinte Giovana acordou com o tocar da campainha da casa, ouviu uma voz parecida com a de Genaro,correu descalça pelo corredor e viu que lá estava ele, com um lindo buque de rosas e um anel de noivado...o pai dela, emocionado, aceitou tudo, e ela com lágrimas nos olhos correu para abraçar seu futuro inesperado...fim

(J.L and M.F)

A Bela e a Cobra



Era uma vez um rei que tinha três filhas, uma das quais era muito formosa e ao mesmo tempo dotada de boas qualidades. Chamava-se Bela. O rei tinha sido muito rico, mas, por causa de um naufrágio, ficou completamente pobre.
Um dia foi fazer uma viagem; antes porém perguntou às filhas o que queriam que ele lhes trouxesse. – Eu, disse a mais velha, quero um vestido e um chapéu de seda.
– Eu, disse a do meio, quero um guarda-sol de cetim.
– E tu que queres? – perguntou ele à mais nova.
– Uma rosa tão linda como eu, respondeu ela.
– Pois sim, disse ele.
E partiu.
Passado algum tempo trouxe as prendas de suas filhas, disse à mais nova:
– Pega lá esta linda rosa. Bem cara me ficou ela!
Bela ficou muito preocupada e perguntou ao pai por que é que lhe tinha dito aquilo. Ele, a princípio, não lho queria dizer, mas ela tantas instâncias fez, que ele lhe respondeu que no jardim onde tinha colhido aquela rosa encontrou uma cobra, que lhe perguntou para quem ela era; que ele lhe respondeu que era para a sua filha mais nova e ela lhe disse que lha havia de levar, se não que era morto. Depois disse ela:
– Meu pai, não tenha pena, que eu vou.
Assim foi. logo que ela entrou naquele palácio, ficou admirada de ver tudo tão asseado, mas ia com muito medo. O pai esteve lá um pouco de tempo e depois foi-se embora. Bela, quando ficou só, foi a uma sala e viu a cobra. Ia-se a deitar quando começaram a ajudarem-na a despir. Estava ela na cama quando sentiu uma coisa fria; deu um grito e disse-lhe uma voz: – Não tenhas medo.
Em seguida foi ver o que era e apareceu-lhe uma cobra. Ela, a princípio, assustou-se, mas depois começou a afagá-la. Ao outro dia de manhã apareceu-lhe a mesa posta com o almoço. Ao jantar viu pôr a mesa, mas não viu ninguém; a noite foi-se deitar e encontrou a mesma cobra. Assim viveu durante muito tempo, até que um dia foi visitar o pai; mas quando ia a sair ouviu uma voz que lhe disse:
– Não te demores acima de três dias, senão morrerás.
Ia a continuar o seu caminho e já se esquecia do que a voz lhe tinha dito. Chegou a casa do pai. Iam a passar três dias quando se lembrou que tinha de tornar; despediu-se de toda a sua família e partiu a galope; chegou lá à noite, foi-se deitar, como tinha de costume, mas já não sentiu o tal bichinho. Cheia de tristeza, levantou-se pela manhã muito cedo, foi procurá-lo no jardim e qual não foi a sua admiração vendo-o no fundo dum poço! Ela começou a afagá-lo chorando; mas, quando chorava, caiu-lhe uma lágrima no peito da cobra; assim que a lágrima lhe caiu a cobra transformou-se num príncipe, que ao mesmo tempo lhe disse:
– Só tu, minha donzela, me podias salvar! Estou aqui há uns poucos de anos e, se tu não chorasses sobre o meu peito, ainda aqui estaria cem anos mais.
O príncipe gostou tanto dela que casou com ela e lá viveram durante muitos anos.
(José Leite de Vasconcelos)

Pechinchando


Adão estava perambulando triste pelo jardim do sentimento do Eden, muito sozinho, quando Deus lhe perguntou:- O que há de errado com você?
Adão disse que não tinha com quem conversar e que se sentia muito solitário...Deus disse-lhe que então iria lhe fazer uma companhia e que seria uma mulher, e disse mais:
- Ela será muito bonita, recolherá alimento para você; irá cozinhar para você, e quando você sujar suas vestimentas, ela as lavará. Concordará sempre com cada decisão que você tomar e nunca o enganará. Será sempre a primeira a admitir que estava errada quando vocês tiverem um desentendimento. Elogiará e o apoiará sempre. Carregará suas crianças, e nunca pedirá que você se levante no meio da noite para cuidar delas. Nunca terá enxaqueca e terá vontade e disposição para lhe dar amor e carinho sempre que você necessitar.Adão, então, perguntou a Deus: - Quanto me custará essa mulher?Deus respondeu:- Um braço e uma perna!Adão, pensou por um momento e então, falou:- O que posso conseguir por uma costela?
Naturalmente, o resto da história você conhece.

O Judeu, o Indu e o Argentino


Estavam perdidos na floresta um indu, um judeu e um argentino. Ao cair da tarde os três encontraram uma casinha modesta perdida por ali. Aproximaram-se e bateram à porta. Atendeu um senhor de certa idade:
-Pois não?
O judeu, adiantando-se, começou a explicar o caso: —
- Sabe o que é: estamos perdidos e a noite esta caindo. Seria possível passarmos a noite por aqui e de manhã continuamos a procurar a saída desta floresta?
O senhor respondeu: —
_ Tudo bem, só tem um problema: o espaço aqui na casa só dá para dois. Algum de vocês vai ter que dormir no celeiro. O indu se prontificou: —
_ Eu vou. Não há problema algum. E foi-se. E os outros entraram... Daí uns minutos: —Toc Toc Toc — Batem à porta. Foram atender e encontraram o indu:
- Sabe o que é: não haveria nenhum problema em eu dormir no celeiro, mas é que lá há uma vaca que para mim e um animal sagrado. Eu não posso dividir o mesmo local com a vaca, pois considero isto um desrespeito. O judeu se prontificou: —
- Tudo bem eu vou dormir no celeiro.
E foi-se. E os outros entraram... Daí uns minutos: —Toc Toc Toc — Batem à porta. Foram atender e encontraram o judeu: —
- Sabe o que é: não haveria nenhum problema em eu dormir no celeiro, mas é que lá há um porco que para mim é um animal impuro. Eu não posso dividir o mesmo local com o porco, pois considero isso um desrespeito às minhas convicções. O argentino se prontificou:
- Tudo bem eu vou dormir no celeiro. E foi-se. E os outros entraram... Daí uns minutos: —Toc Toc Toc — Batem à porta. Eram o porco e a vaca...

Na pia


Eu tinha lá em casa dez garrafas de cachaça, da boa. Mas minha mulher obrigou-me a jogá-las fora. Peguei a primeira garrafa, bebi um copo e joguei o resto na pia. Peguei a segunda garrafa, bebi outro copo e joguei o resto na pia. Peguei a terceira garrafa, bebi o resto e joguei o copo na pia. Peguei a quarta garrafa, bebi na pia e joguei o resto no copo. Peguei o quinto copo, joguei a rolha na pia e bebi a garrafa. Peguei a sexta pia, bebi a garrafa e joguei o copo no resto. A sétima garrafa eu peguei no resto e bebi a pia. Peguei no copo, bebi no resto e joguei a pia na oitava garrafa. Joguei a nona pia no copo, peguei na garrafa e bebi o resto. O décimo copo, eu peguei a garrafa no resto e me joguei na pia.

Três Velhinhas...


Três senhoras, muito velhinhas, reúnem-se para o chá da tarde.
- Puxa, acho que estou ficando gagá - comenta uma delas - Ontem, peguei-me com a vassoura na mão e não me lembrava se já tinha varrido a casa ou não.
- Isso não é nada - diz a outra - Outro dia, vi-me de pé, ao lado da cama, de camisola, e não sabia se tinha acabado de acordar ou se estava me preparando para dormir.
- Cruz credo! - fez a terceira - Deus me livre ficar assim! Isola!
E deu três batidinhas na mesa toc-toc-toc. Olhou para a cara das outras e emendou:
- Esperem um pouco que eu já volto! Tem gente batendo na porta!

Marido e Mulher...


Depois de uma briga, marido e mulher estão sem se falar. Comunicam-se, no entanto, através de bilhetinhos escritos à mão. Ele passa um bilhete a ela: "Acorde-me às seis horas da manhã, que eu tenho um compromisso importantíssimo ". No dia seguinte, quando ele acorda, já são onze horas. E ao seu lado está o seguinte bilhete: "São seis horas. Levanta, vagabundo!"

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Ô Diabo!!!


E Deus fez a mulher...
E houve harmonia no paraíso.
O diabo vendo isso, resolveu complicar.

Deus deu à mulher cabelos sedosos e esvoaçantes.
O diabo deu pontas duplas e ressecadas.

Deus deu à mulher um corpo de Barbie.
O diabo inventou a celulite, as estrias e o culote.

Deus deu à mulher músculos perfeitos.
E o diabo os cobriu com lipo glicerídios.

Deus deu à mulher um temperamento dócil.
E o diabo inventou a TPM.

Deus deu à mulher um andar elegante.
O diabo investiu no sapato de salto alto.

Então Deus deu a mulher infinita beleza interior.
E o diabo fez o homem perceber só o lado de fora.

Mas que droga!
Só pode haver uma explicação para isso:
O diabo só pode ser viado!

Gato nos Pés...


           Sofrendo com o frio, a loira vai até a farmácia e pede um saco de água quente.

- É para aquecer os pés na cama! - explica ela para o farmacêutico.

- Olha, no momento este produto está em falta, mas eu posso lhe dar uma idéia: você tem gato em casa?

- Tenho!

- Então! Lá em casa eu também tenho um gato, e coloco ele nos pés da cama... Não é a mesma coisa, mas ajuda bastante!

A loira saiu toda empolgada com a idéia. No dia seguinte ela chega na farmácia, furiosa, com arranhões espalhados por todo corpo.

- O que aconteceu? - perguntou o farmacêutico, aflito.

- Culpa dessa sua idéia maluca de colocar o gato pra aquecer meus pés!

- Por quê? - tornou ele, sentindo-se culpado - O gato era muito bravo?

- Não, era mansinho. Bom, pelo menos até eu fazer ele beber um litro de água quente!

terça-feira, 20 de maio de 2008

São coisas da Vida






          Em uma tarde fria e chuvosa Analia estava tecendo seu trico em frente a lareira quando tocou a campainha...
ding dong...esperou alguns minutos e foi atender a porta,era o carteiro,Anália havia recebido um telegrama urgente que dizia:
"cara Analia...seu primo Tháles está chegando aí nos próximos dias...beijos, tia Vânia".
       Analia fechou o telegrama e sentou, pasma com a notícia, pois na sua infância era apaixona pelo primo e não o via fazia 30 anos.Os dias se passaram e nada de o primo aparecer...até que numa certa tarde a campainha tocou era Thalles, com uma cara de don juan... "Priiiiima...que satisfação revê-la!!" e a abraçou fortemente...Analia sentindo um calor tomar-lhe o rosto apenas disse: "olá..." então, nesse momento o marido de Analia pediu quem era e sem demora respondeu que ele era seu primo e que ele iria passar uns dias na casa deles.
       O marido de Anália logo desconfiou da cara de Don Juan que o rapaz tinha e sem demora pediu a ele se ele iria ficar muito tempo...Anália constrangida logo disse ao primo q poderia ficar qto tempo quisesse...e Rodolfo, o marido saiu para trabalhar olhando secamente para o rapaz. Thales não perdeu tempo e disse: "Você sabe tanto quanto eu que nosso romance de Infância foi mal acabado, nossos pais não permitiram que ficassemos juntos, mas agora é diferente, eu quero ser feliz ao seu lado, te amar pra sempre e te fazer sorrir..."Mas o que Thalles não esperava era que Anália não havia esquecido o verdadeiro motivo da separação dos dois, e disse para Thalles: "primo...você veio para ca para me dizer isso? vc engravidou a Felipa, a pobre casou-se as pressas com um velho e vc fugiu...agora volta assim dizendo q quer ficar comigo?"
         Thalles sem respostas, ficou cabisbaixo por alguns segundos e logo retrucou:"Anália minha querida, vc sabe que o filho da Felipa não era meu, eu nunca a trairia com a Felipa!!a bunda dela era flácida!!! e além disso vc sempre foi o amor da minha vida...".
             Anália com um olhar profundo responde:"Mas Thalles...ela afirmava que era seu...vc fugiu...fugiu pq senão era por isso? e eu fikei aki a esperar...casei-me com rodolfo...tenho uma filha com ele sabia?". Nesse momento toca a campainha novamente.Anália foi atender, era Felipa! que ao saber da chegada de Thalles foi lah para tirar satisfação.Ao abrir a porta Anália logo mandou thalles se esconder, Felipa ansiosa e nervosa foi logo entrando e Gritando:
"Onde está akele enganador de donzelas!! onde está aquele jaquirana!! onde está o pai do meu filho???" Thales então saiu de tras da cortina e viu como felipa estava bonita...linda!!tinha mudado radicalmente! então disse: "Estou aki minha linda!!"e correu para abraçá-la,Anália ao ver a cena não entendeu mais nada,pq ele iria abraçá-la?e pq ela iria retribuir o abraço?Oque Analia naum sabia era queno fundo, Thalees era um canastrão, que gostava de aproveitar a vida sem responsabilidades....sabendo que Felipa estava casada, e q seu filho tinha outro pai, rico q o amava, Thales fugiu com ela para bem longe...analia ficou desconsolada mas, feliz com seu marido..ainda mais qdo soube tem,pos depois q felipa estava de volta,arrependida para o velho marido, pois fora largada pro Thalles que fugiu levando todo seu dinheiro.....fim
(J.L. and M.F. )

Joãozinho,Grande Negociante!!!


No meio da brincadeira de esconde-esconde o Joãozinho se enfiou no guarda roupas do quarto da mãe. Com ninguém o achava e estava escuro, ele acabou pegando no sono e ficou dormindo dentro do armário, até acordar com alguém entrando lá também. Era o amante da mãe. Surpreendido com a chegada inesperada do marido, o cara teve que se esconder também. Aí o Joãozinho resolveu puxar um papo:

-Tá escuro aqui, né?

-É. - responde o homem meio sem graça.

-Quer comprar minha bola de futebol?

-Não obrigado.

-Tem certeza? – fala o Joãozinho elevando o volume da voz.

-Tá certo. Eu compro. Quanto é?

-Cem reais.

-O que?! Quer dizer, eu pago, afinal não estou em condições de reclamar...

Daí a pouco...

-Tá escuro aqui né? Diz o Joãozinho.

-Tá, mas vê se fica quietinho está bom? -responde o homem.

-Quer comprar uma camisa do Corinthians? - pergunta o Joãozinho.

-...Quanto?

-Duzentos reais.

-Caraca! Tudo isso? Tá bom, toma o dinheiro.

No fim de semana, o pai do garoto chama ele para jogar bola no campinho. E o Joãozinho responde:

-Sabe o que é, Pai? Não vai dar. Eu vendi minha bola e minha camisa.

-Vendeu!? Por quanto?

-As duas juntas por trezentos reais.

-Trezentos!? Você roubou o cara! Mas que safadeza! Vai já para a igreja se confessar com o padre!

Chegando na igreja, Joãozinho entra no confessionário e quando o padre vem ele fala:

-Oi seu padre... tá escuro aqui, né?

-Nem adianta tentar! Não vem com essa história, não. Hoje não vou comprar m#rda nenhuma!

O Homem e o papagaio



Um homem entra num bar com um papagaio no ombro e muitas mulheres sensuais à sua volta.

- Olá, sirva um Martini para a ruiva, uma tequila para a morena, uma cerveja para a loira e 10 cheesburgueres para o papagaio.

O garçom acha aquilo muito estranho, mas atende o pedido e vê o papagaio comendo freneticamente.

No dia seguinte o homem regressa ao bar com outras mulheres, o mesmo papagaio no ombro e repete o pedido. Novamente o garçom assiste à cena, abismado. No terceiro dia, o garçom não resiste e pergunta:

- Desculpe, amigo... Mas você pode matar-me a curiosidade?

- Já sei... - adivinha o sujeito - Você quer saber porque é que o meu papagaio come tanto?

O empregado acena com a cabeça.

- Bom, um dia destes eu estava pela rua e encontrei uma lâmpada mágica. Esfreguei e saiu um gênio que me disse para fazer três pedidos. Primeiro eu pedi pra ser muito rico e hoje eu sou uma das pessoas mais ricas do país. Depois eu pedi para viver cercado de mulheres maravilhosas e o gênio mandou-me essas gatas que você está vendo. E, por último, eu pedi para ter um passarinho insaciável. Então, o sacana deu-me este louro filho da p*ta!!

Joãozinho na aula de Nutrição...


Preocupada com os hábitos alimentares dos alunos, a bem intencionada professora prepara uma aula sobre alimentos. Certa hora, ela pergunta ao Joãozinho:

-Joãozinho diga-me quatro coisas que se pode chupar!

O menino pensa um pouco e responde:

-Manga, picolé, bala e...e... cueca!

Estranhando o último item a desprevenida professora, pergunta:

-Mas Joãozinho, as três primeiras coisas todo mundo concorda que são de chupar, mas cueca eu acho que ninguém nunca viu alguém chupando. De onde é que você tirou esta idéia?

-Sabe, fessora, eu também não vi não. Mas outro dia, meu pai e minha mãe estavam com a porta do quarto fechada e eu ouvi ela falando:

“-Amor!Amor! Tira a cueca rápido que eu quero chupar!......”

Mulher e TPM...

Mulheres Complicadas


Nós? Complicadas?
Se a gente se insinua, é atirada;
Se fica na nossa, tá dando uma de difícil.
Se aceita transar no início do relacionamento, é mulher fácil;
Se não quer ainda, tá fazendo doce.
Se põe limitações no namoro, é autoritária;
Se concorda com o que o namorado diz, é uma lesa sem opinião.
Se batalha por estudos e profissões, é uma ambiciosa;
Se não tá nem aí pra isso, é dondoca.
Se adora falar em política e economia, é feminista;
Se não se liga nesses assuntos, é desinformada.
Se corre pra matar uma barata, não é feminina;
Se corre de uma barata, é medrosa.
Se aceita tudo na cama, é vagabunda;
Se não aceita, é fresca.
Se ganha menos que o homem, é pra ser sustentada;
Se ganha mais que o homem, é pra jogar na cara deles.
Se adora roupas e cosméticos, é narcisista;
Se não gosta, é desleixada.
Se sai mais cedo do trabalho, é folgada;
Se sai mais tarde, tá dando pro chefe;
Se faz hora extra, é gananciosa.
Se gosta de TV, é fútil.
Se gosta de livros, tá dando uma de intelectual.
Se se chateia com alguma atitude dele, é uma mulher mimada;
Se aceita tudo o que ele faz, é submissa.
Se quer ter 4 filhos, é uma louca inconseqüente;
Se só quer ter 1, é uma egoísta que não tem senso maternal.
Se gosta de rock, é uma doida chapadeira;
Se gosta de música romântica, é brega;
Se gosta de música eletrônica, é porra-loca.
Se usa sainha curta, é vulgar;
Se usa saia comprida, é crente.
Se tá branca, eles dizem pra gente pegar uma corzinha;
Se tá bem bronzeada, eles dizem que preferem as mais clarinhas.
Se faz cena de ciúme, é uma neurótica;
Se não faz, não sabe defender seu amor.
Se fala mais alto que ele, é uma descontrolada;
Se fala mais baixo, é subserviente.
E depois vem dizer que mulher é que é complicada.
NINGUÉM MERECE!!!!!!!!!
 

Corrigindo ditados...


É dando.................................. QUE SE ENGRAVIDA
Quem ri por último.................. É RETARDADO
Alegria de pobre..................... É IMPOSSÍVEL
Quem com ferro fere............... NÃO SABE COMO DÓI
Sol e chuva............................ VOU SAIR DE GUARDA-CHUVA
Em casa de ferreiro................. SÓ TEM FERRO
Devo, não pago...................... NEGO ENQUANTO PUDER
Quem tem boca..................... FALA, QUEM TEM DINHEIRO VAI A ROMA
Gato escaldado....................... MORRE
Quem espera......................... SEMPRE CANSA
Quando um não quer.............. O OUTRO INSISTE
Os últimos............................. SERÃO DESCLASSIFICADOS
Carro a álcool......................... VOCE AINDA VAI EMPURRAR UM
Se Maomé não vai à montanha... ENTÃO VAI À PRAIA
Quem dá aos pobres............... CRIA O FILHO SOZINHA
Depois da tempestade............. VEM A GRIPE
Devagar................................. NÃO CHEGA NUNCA!!!
 

A melhor tatuagem


Certo dia, um empresário de sucesso resolveu fazer uma tatuagem.
Chegando na casa de tatuagem, decidido, pediu ao tatuador que reproduzisse uma nota de cem reais,no seu órgão genital.
Espantado, o rapaz disse:
- Mas, senhor, uma tatuagem no seu órgão genital seria muito dolorido, o senhor não prefere escolher outro local ?
Decidido, o homem insistiu que seria “lá”,mesmo !
Curioso, o tatuador perguntou:
Mas, senhor, por que uma nota de cem reais? E, no seu órgão genital ? !
Percebendo o espanto do rapaz, o homem lhe explicou:
- Meu amigo, tenho vários motivos:
1. Sou um empresário e adoro ver dinheiro crescendo.
2. Minha mulher é economista e adora ver dinheiro entrando e saindo.
3.Minha amante, é uma exploradora e adora ficar sugando o meu dinheiro.
E, por último, porque vivo dizendo aos meus funcionários que um dia, vou encher o rabo deles de dinheiro !
Satisfeito ? ?

Negão no Elevador


Um cara meio fracote e raquítico, pega o elevador. Junto com ele entra
um negão imenso. O cara fica meio assustado com o tamanho do negão e o
olha de cima a baixo. O negão percebe e fala:
- Tenho 2,05 metros de altura, 180 quilos, 30 centímetros de pinto, o
saco pesa três quilos: FELIPE COSTA, seu criado!
O cara fracote e raquítico cai duro e desmaia!
O negão então da uns tapas na cara do coitado, acorda-o e lhe pergunta:
- O que houve cara, por que você desmaiou?
O cara ainda meio desacordado responde:
- Desculpe, o que foi mesmo que você disse?
- Eu disse: Tenho 2 metros de altura, 180 quilos, 30 centímetros
de pinto,
o saco pesa três quilos, FELIPE COSTA, seu criado.
- Ah! Graças a Deus... Eu tinha entendido: FIQUE DE COSTA, seu
viado...

Sapato de Jacaré


Uma loira foi ao shopping comprar um par de sapatos de jacaré legítimo e o vendedor da loja logo informou o preço:
- Mil reais!
- O quê? Não é possível... Não tem outro jeito de eu conseguir um par de sapatos de jacaré legitimo? - disse ela, se insinuando.
- É, acho que tem... - disse o vendedor, enchendo a loira de esperanças.
- Eu conheço um parque aqui perto onde têm alguns jacarés... A senhora pode ir até lá caçar um deles e providenciar o seu próprio sapato!
A loira concordou e disse que iria até o parque caçar os jacarés. Tudo para conseguir o seu sapato de jacaré legítimo!
No início o vendedor desacreditou, mas resolveu ir ao parque checar se ela estava por lá. Não deu outra, quando ele chegou logo viu a loira dentro do pântano dando um tiro em um jacaré enorme e arrastando-o até a margem, onde estavam mais ou menos uma dúzia de jacarés mortos. O vendedor fica espantado e sem acreditar que está presenciando a primeira caçadora loira do mundo em ação, quando ela, com muita dificuldade, tira o jacaré morto da água e exclama:
- Mas que merda! Mais um sem sapatos!

O Advogado e o surdo


Um chefão da Máfia descobriu que seu contador havia desviado dez milhões de dólares do caixa. O contador era surdo-mudo. Por isto fora admitido, pois nada poderia ouvir e, em caso de um eventual processo, não poderia depor como testemunha. Quando o chefão foi dar um arrocho nele sobre os US$10 milhões, levou junto seu advogado, que sabia a linguagem de sinais dos surdos-mudos.
O chefão perguntou ao contador:

- Onde estão os U$10 milhões que você levou?

O advogado, usando a linguagem dos sinais, transmitiu a pergunta ao contador, que logo respondeu (em sinais):
- Eu não sei do que vocês estão falando.
O advogado traduziu para o chefão:

- Ele disse não saber do que se trata.

O mafioso sacou uma pistola 45 e encostou-a na testa do contador,gritando:

- Pergunte a ele de novo.

O advogado, sinalizando, disse ao infeliz:

- Ele vai te matar se você não contar onde está o dinheiro.

O contador sinalizou em resposta:

- OK, vocês venceram, o dinheiro está numa valise marrom de couro, que está enterrada no quintal da casa de meu primo Enzo, no nº 400, da Rua 26, quadra 8, no bairro Santa Marta!
O mafioso perguntou para o advogado:

- O que ele disse?

O advogado respondeu:

- Ele disse que não tem medo de viado e que você não é macho o bastante para puxar o gatilho. . .







segunda-feira, 19 de maio de 2008

Mimosa a Vaca Marinha



Mimosa era uma vaca muito curiosa, vivia se metendo onde não devia.Certo dia ouviu seu dono dizendo que ia viajar de férias para algum lugar...escutou algo como "Flórida keys Vacation", mas não sabia o que significava, mas tinha certeza de que escutara Vacation...isso deve ser algum lugar relacionado à vacas...Não posso perder essa...um Paraíso para Vacas... E sem pensar duas vezes , correu para fazer suas malas, encheu um saco com capim e grama e foi se esconder no trailler de viagens do dono.Dois dias depois finalmente chegou ao destino desejado.A vaquinha curiosa, saiu a mil do trailler em direção ao mar. Ao se deparar com tanta água e com tal beleza da praia desmaiou e ficou por ali inconsciente até o pôr do sol.No dia seguinte resolveu explorar a Ilha Vacation,como Mimosa passava a chamá-la, para ver se encontrava lá outros de sua espécie, passaram-se horas e horas e nada!Mimosa já estava cansada, seus cascos doíam muito e o calor era insuportável,resolveu então dar um mergulho naquela agua límpida.Ao entrar na água viu que algo estranho estava se aproximando por dentro da água, ficou estática, não deu seguer um mugidinho, até que em fim viu que era apenas um estranho e simpático animal amigável do Mar, vendo isso começou um diálogo com o mesmo: _ Olá quem é você?
_Olá sou Bob, o golfinho!mas que bicho estranho é você?
_Sou uma vaca, mulher do Boi...
_Hm...Peixe Boi..já ouvi fala...
_Tem algum Boi por aqui???Diz a vaquinha.
_Por aqui não.Diz o Golfinho.Mas posso leva-la até eles...
Mimosa muito curiosa aceitou o convite de Bob,o golfinho, e lá se foi nadando contra a maré enfrentando altos temporais no mar e sempre com seu amigo golfinho ao lado.O que Mimosa não sabia é que nunca iria encontrar outro de sua espécie no mar, pois viviam apenas na terra...ela era a unica Vaca Marinha que se ouviu falar até hoje...Passaram-se dias e dias e mimosa e Bob finalmente chegaram ao seu destino, mas nada de Peixe-Boi e Vacas...Foi aí que Mimosa viu que não havia motivos para ficar ali...e decidira voltar...pois seu lugar era na fazenda,e não no mar como um peixe!
O Golfinho aflito não encontrava palavras para expressar o que sentia por Mimosa,Um insólito e incompreensível sentimento,que a anos vivendo no mar ainda não o havia sentido,era Amor, sentia-se atraído por aquelas formas estranhas e avantajadas da vaquinha,seus cascos eram suaves e seu brilho era inconfundível,se apaixonara por Mimosa e não sabia como impedi-la de ir embora. Pouco antes da despedida e da viagem de volta, Bob viu a se aproximar seu melhor amigo, o Cavalo Marinho Pangaré, que ao saber da história de seu amigo resolveu ajudá-lo indo falar com Mimosa.
_Olá sou o pangaré, um cavalo Marinho,soube que você irá partir!
_Pangaré?mas você eh um ...um...um...cavalo???mas eu pensava que cavalos só viviam na terra?
_A muitos e muitos anos atrás aconteceu uma história que mudou uma espécie inteira, parecida com a sua e do meu amigo bob..."Eram dois jovens que não viam fronteiras entre diferenças de cor, raça, espécie e mundos...minha Avó uma linda égua que se apaixonou pelo meu Avô um lindo peixe espada,eles vivam uma vida cheia de aventuras e eram muito felizes...até que um dia tiveram um filho, meu pai,um Cavalo Marinho, e desde aquele dia não haviam mais barreiras que impedissem que este amor acontecesse...e foram felizes por muito muito tempo" e por isso não vejo pq você voltar para sua terra Mimosa,e deixar para trás meu amigo Bob que passou noites em Claro a lhe proteger dos perigos das profundezas do mar e que dá sua vida pelo amor que sente por Você,Pense bem Mimosa...ainda queres ir embora daqui?
Mimosa passou dias e dias naquela duvida?proliferar outra espécie?ou voltar a sua vidinha medíocre de vaquinha de leite na fazenda?E foi ai que ela lembrou das palavras do Cavalo Marinho," tinham uma vida cheia de aventuras e eram muito felizes",e foi o que Mimosa fez, aceitou a mão de Bob em casamento e foram felizes por muuuuuuuuuuito tempo.Até que Mimosa teve seu primeiro filhote, um Golvino, mistura de golfinho com Bovino,que ao ser descoberto por pesquisadores passou a se chamar oficialmente de peixe-vacation!!!e apartir daquele dia várias espécies e formas terrestres e aquáticas começaram a se cruzar,surgindo
o peixe-papagaio, homem-aranha, mulher gato, esquilo do mar, ouriço do mar,Leão Marinho,Peixe-Martel, catfish entre outros ainda não descobertos pelos pesquisadores...
(J.L.)

Operação Navalha


Um ministro português recebeu, em Lisboa, um ministro brasileiro.
Simpático, o português convidou o brasileiro a ir à sua residência. O ministro brasileiro foi e ficou espantado com a bela vivenda. Em um bairro chiquérrimo e com piscina. Com informalidade, o brasileiro pôs-se a fazer perguntas.
- Com um ordenado que não chega a mil contos limpos, como é que o meu amigo conseguiu tudo isto? Não me diga que era rico antes de ir para o Governo?
             O ministro português sorriu, disse que não, antes não era rico. E com um jeito de quem quer dar explicações, convidou o outro a ir até à janela.
- Estás a ver aquela auto-estrada?
- Sim, respondeu o brasileiro.
- Pois ela foi feita por 100 milhões. Mas, na verdade, só custou 90... disse o português, piscando o olho.
                Semanas depois, o ministro português veio ao Brasil. O brasileiro quis retribuir a simpatia e convidou-o a ir lá na sua casa. Era um palácio, com varandas viradas para o pôr-do-sol, jardins japoneses e piscinas em cascata.
O português nem queria acreditar, gaguejou fez perguntas sobre como era
possível um homem público ter uma mansão daquelas. O brasileiro levou-o à janela.
- Está vendo aquela auto-Estrada?
- Não.
(A.D.)

Na Merda!!!


Um passarinho cansado de sua rotina resolveu procurar novos horizontes e voou para bem longe de sua casa.

Só que o pobre pássaro voou para tão longe e tão alto que sem perceber se deparou em uma região muito fria, por causa do frio o coitadinho congelou e caiu.

Caiu em um pasto onde uma vaca se encontrava, a mesma vendo o passarinho congelado de frio cagou em cima dele.

A merda tava quentinha e descongelou o pássaro, que todo contente começou a cantarolar.

Um gato que por ali passava, ouviu a cantoria do pássaro, encontrou-o na merda, tirou o mesmo de lá, o limpou e comeu.

MORAL DA HISTÓRIA

Não se deve procurar novos horizontes só porque esta cansado de sua rotina.

Nem sempre aquele que caga em você é seu inimigo.

Nem sempre aquele que o tira da merda é seu amigo.

Se estiver na merda, mas estiver quentinho e feliz não não se preocupe, quem tá na merda não deve cantar.
(A.D.)

Cachaça Abortiva

A mais ou menos 8 anos... Julia estava pronta para sair com junior, iriam jantar no Bar Acoustics, e logo ouviu a buzina da ranger prateada, era ele a espera para sua noite inesqcivel. ela entrou no carro e foram em direcao ao bar, onde beberam, badalaram mtu.Até q em certo momento resolveram ir embora. ao entrar no carro comecaram a se beijar, ele estava sem camisinha ams naum aguentou. emtao comecaram os amassos e foi esquentando, ele deitou no banco do carro e ela por cima(uou) e ele acabou penetrando(üma rapidinha"pensou, ja q estavam sem preservativo"entaum na hora d e tirar o pets um carro desgovernado bate na traseira do carro deles e ele prensou contra ela e ficaram presos! entao ele sem se segurar falou para ëla ÄGORA FOI. e elea pensou OBA, MEU FILHO VAI HERDAR A COCA-COLA e sem lembrarem q haviam estacionado o carro na rua, saíram daquele jeito, e com o rebulico foi chamada a brigada militar e tiveram q depor na delegacia. ja q o causador do acidente havia fugido, depois de treceberem toalhas para se cobrir, foram soltos. qdo ju e ju, entraram em ksa, junior a segurou pelo braco, dizendo q naum estava preparado para ter filhos, por causa do ocorrido, e julia caindo em lagrimas disse q tbm naum. entaum resolveram abortar. no dia seguinte foram procurar uma macumbeira para fazer um aborto e entraram. a mulher era aterrorizante, e disse q julia deveria ficar 6 meses sem sexo para q tomasse a cachaca abortiva. junior ficou revoltado e resolveu procurar um ginecologista, mas como naum tinha hora, resolveram ficar sem sexo mesmo.
seis meses depois, a ju disse q tinha dado certo e naum estava gravida, e eles resolveram tirar o atraso. o q ela naum soube eh q nunca esteve gravida, e agora, la era uma alcoolatra!!!
(J.L. and M.F.)

As Rãs Vizinhas




Perto de floresta viviam duas rãs. Até o dia que vieram os homens ocupar aquela região. Uma das rãs mudou-se então para um açude bem fundo, longe de todo mundo, a outra preferia viver numa poça perto do povo, apesar das recomendações de sua amiga.

- Vem morar comigo, dizia a rã amiga, no campo você vai ver o que é uma vida tranqüila com bem menos perigo, mas a outra rã não se convencia.
- Já me acostumei com o movimento, a quantidade de insetos, se sair daqui perco meus hábitos, vou ter que aprender tudo de novo.

O tempo passou e a rã da poça acabou sendo esmagada pelas rodas de uma carroça.
È assim que acontece com os que vivem preocupados com coisas pequenas, dificuldadezinhas, morrem antes do tempo, sem compreender e viver o que realmente tem importância
(Esopo, sec. V aC.)

o Urubuzinho


           Era uma vez um filhote de urubu que morava numa toca de urso e por isso achava que o urso era seu pai, um dia, o pequeno urubu viu que seu pai, após hibernar por 5 meses não acordou, e resolveu procurar outro pai. No caminho do lago resolveu parar para pedir informação a um cisne que estava chocando seus ovos, a cisne no mesmo instante saiu correndo atras do urubuzinho pensando que ele queria comer seus ovos e o urubu viu que podia voar! então voou até um galho de árvore onde avistou uma fazendo com muitas vacas e, curioso, resolveu voar até lá, mas bateu num galho, caiu, e resolveu ir a pé. Chegando lá pediu para um galo se poderia passar a noite lá, e como o galo era burro, pensou que o urubu fosse uma galinha preta e convidou para dormir com ele. Entrando no celeiro viu um monte de ração, comeu-a e foi expulso pelas galinhas. Depois da expulsãoao resolveu ir até o pomar para ali descançar depois de um dia difícil. Lá encontrou um pinto, comeu o pinto e voou novamente à floresta e caiu em cima de uma toca de tatu, que o puxou para dentro da terra onde encontrou um enorme tesouro, cheio de jóias e brincos; tentou se desvencilhar daquelas coisas brilhantes, mas elas ficavam penduradas, fazendo ele parecer uma peruafoi quando conseguiu sair do buraco! naquele momento passava por lá Robin Wood e roubou as jóias do urubu para dar aos pobres, afinal! e o urubu?ele levou para casa para carnear. chegando lá, a Hortência(irmã da Cinderela), sua esposa, teve pena do pobre animal e resolveu criá-lo como animal de estimação, junto com a raposa, mas a raposa não gostando da idéia de terem outro animal de estimação tentou enforcar o urubu com suas patinhas, mas a Hortência deu um chute na raposa e ela voou contra um vaso de flores e ficou desmaiada. O urubu foi acudi-la e a raposa viu que ele era um bom moço, e se apaixonou por ele. resolveram então fugir juntos para a cidade, onde poderiam viver melhor criados por uma boa família. Quando chegaram à cidade grande encontraram um gari que tinha um gato e um periquito, resolveram então padir ajuda a eles, que desconfiaram dos dois, mas resolveram dar um pouco de lixo do gari para eles se cobrirem do frio, sentindo uma inveja por não serem livres como o urubu e a raposa, resolveram então se unir a eles em uma aventura alucinante pelas ruas.Foi aí que encontraram um restaurante e resolveram entrar nele, lá uma ricassa tinha uma linda gata persa e o gato de rua se interessou na grana dela e foi trová-la, a inocente gatinha caiu no papo dele, e roubaram o dinheiro dela e furgiram,até o dia em que morreram de velhos...Pq a idade dos animais é complicada!!!
(J.L. and M.F. )

domingo, 18 de maio de 2008

a Freira e o Garoto de Programa


        " Certo dia, uma freirinha, cansada da sua vida no convento resolveu procurar um gigolô, pois ouviu essa palavra e ficou curiosa em saber o que era, então procurou na lista telefónica e viu o anuncio dizendo: "garoto de programa 12 horas por dia! atende a domicilio", e resolveu ligar para o tal garoto de programa. Ao discar o numero, uma linda voz atendeu: "Alô! prazer, sou João, garoto de programas, em q posso lhe ajudar?" a freirinha calou-se por um segundo, parecia q ela conhecia aquela voz, e disse ao garoto: "ah, num sei!" e ele:"o Q?posso lhe ajudar moça?" e a freirinha então marcou uma hora para sexta a noite, quando tem saída no convento.
        Na sexta, a jovem freirinha de 19 anos vestiu uma calça Jeans e foi ate o centro onde João a esperava, com suas calças largas, camisa preta e cabelos compridos. a primeira vista a freirinha ficou encantada, pois nunca tinha visto um homem tão...tão...tão cabeludo!!! e pensou"é hj!" então chegou nele, e como fazia um tempinho q não se relacionava com homem algum, ficou parada, estática, e ele resolveu tomar a iniciativa: "qual o problema com o seu pc??" e ela naum entendendo nada, partiu p cima do garoto, não sabendo q ele era virgem, beijando-o ardentemente, levou-o ate seu fusca, onde desvirginou-o. O garoto ficou alucinado, nunca antes na vida havia sentido tal felicidade. Foi aí que ela largou a vida de freira e fugiu com o garoto para uma cidade distante, onde casaram, tiveram filhos e construiram uma vida estável, até o dia em que a Ex-freirinha descobriu que seu marido era dono de mais de 30 casas noturnas na região e que era gigolô a mais de 15 anos..."

(J.L. and M.F)